ANO NOVO, VIDA VELHA?

•3 de janeiro de 2010 • Deixe um comentário

 Qualquer momento é um bom momento para revisarmos nossas posições em relação ao próximo e também todo nosso projeto de vida

Logo chegaremos a outro fim de ano. O ano é novo, mas será que a sua vida ainda é velha?

Muitos de nós, mesmo sendo convertidos, costumamos dizer: “Sou assim mesmo”; ou “esse é o meu jeitão”; ou ainda “meu temperamento é este, doa a quem doer”. Quantos de nós dizemos que estamos salvos, que temos nova vida, mas na hora do “vamos ver”, deixamos o velho homem ainda falar mais alto e comandar a situação? Estamos salvos, já temos a “apólice de seguro” contra o incêndio do inferno, mas já passamos por um processo de transformação de nosso caráter, de nosso temperamento, de nossa mente? Somos ovelhas, mas tratamos os outros como cabritos?

Muitas vezes também até usamos requintes de sofisticação semântica: “Olha, eu estou falando isso para você em amor”, mas a maneira de falar e de agir é recheada por uma atitude implacável, inconveniente e tingida pela carnalidade. O ano é novo, mas nossa vida será velha se continuarmos a agir mobilizados pela nossa natureza instintiva e impulsiva, se insistirmos em nutrir rancor contra as pessoas, inveja e ciúmes, espírito briguento e não confiável. Pela acidez expressa em suas atitudes e palavras, há pessoas que parecem logo cedo tomar um coquetel de vinagre, limão, jurubeba, jiló, boldo, pimenta malagueta e tudo o que for amargo e ruim.

Em qualquer momento, e não apenas na empolgação das resoluções de ano novo, é um bom momento para revisarmos não apenas nossas posições em relação ao próximo, mas também todo nosso projeto de vida. Para onde estamos caminhando? Que herança e marcas vamos deixar gravadas em nossa história de vida? As pessoas se sentem atraídas por nosso jeito de ser ou repelidas querendo ficar longe de nosso relacionamento? Ou os outros tomam cuidado por ver em você ares de conspiração e de segundas intenções?

Quase todo o Novo Testamento fala de relacionamentos saudáveis e de uma vida que deve ser significativa e servir de modelo. Até a nossa palavra deve ser temperada e agradável – conforme Colossenses 4.6 e Provérbios 21.23, ,por exemplo –, pois é nossa ferramenta de contato com o próximo. Com ela podemos construir ou destruir vidas.

Meu amigo leitor, vá diante do espelho e faça uma revisão de seu projeto de vida. Aja de maneira que, quando mais um dezembro chegar, nos últimos momentos deste ano, você olhe para trás e veja tudo quanto de belo construiu por meio da graça de Cristo e de uma vida transformada que terá servido de modelo para muita gente sem luz e sem referencial.

Deus arrepende-se? Ou muda de idéias?

•19 de maio de 2009 • Deixe um comentário

intimidade

Hoje recebi um e-mail muito importante de uma querida amiga e irma, ela me questionava sobre tal assunto, e isso é tema que hoje VARIAS pessoas tem, porém com medo não o fazem, já sabendo que poderão levar” bofetadas” e “coices” com as vis respostas.

Ela me perguntou o seguinte: Deus se arrepende?

Segue minha resposta a ela, e a você que talvez algum dia teve ou ainda tem esta duvida, mas teve medo (com razão).

Deus te abençoe ricamente, seja feliz e saiba DEUS TE AMA COMO VOCÊ É.    Pr. Rodrigo Spilla

 

Será que a bíblia é esclarecedora sobre este assunto, ou sem sabedoria, é demasiado confuso entender?
 

Tiago 1-17: “Em Deus, não existe variação ou sombra de mudança”.
Êxodo 32-14: “Então se arrependeu o Senhor do mal que dissera havia de fazer ao povo”.

Contradição na bíblia? Ou houve engano por parte de quem escreveu? 

Malaquias 3-6: “Porque eu o Senhor, não mudo…por isso não sois consumidos”.
Tiago 1-17: “Em Deus, não existe variação ou sombra de mudança”.

A passagem mais esclarecedora da bíblia sobre este assunto encontra-se em Números 23-19: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?” Segundo estes versículos, Deus não muda de idéias e não se arrepende para o nosso bem, para não sermos consumidos.

Obviamente, certas passagens bíblicas podem fazer parecer o contrário. Em Gênesis 6-6: “então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na Terra, e isso lhe pesou o coração”. Jonas 3-10: “Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria e não o fez”. Êxodo 32-14: “Então se arrependeu o Senhor do mal que dissera havia de fazer ao povo”.

Claramente, em algumas passagens da bíblia, Deus parece ameaçar, mas depois não cumpre aquilo que diz que ia fazer. Estas últimas passagens em que encontramos “arrependimento” em Deus parecem testemunhar contra o Deus que não muda. A verdade é que esta contradição vem de um erro de tradução. Na língua original, o Hebraico, a palavra que foi traduzida para “arrependimento” é uma expressão para exprimir um sentimento de lástima, dó, pena… o que mostra uma certa compaixão de Deus para com a humanidade. Por exemplo, em Gênesis, não devemos ler que Deus se arrependeu de ter feito o homem, mas que Deus sentiu-se mal por ter feito o homem.

Sendo assim, percebemos que Deus tem uma maneira de trabalhar que não muda: quem peca é castigado, quem mostra arrependimento pode receber a misericórdia de Deus. Deus não muda de idéias, e pode haver uma certa ilusão de que Deus é que muda, mas é quando nós mudamos e nos arrependemos de todo o nosso coração que Deus traz paz e perdão à nossa vida.

Podemos concluir que a mudança do nosso coração obriga Deus a perdoar e anular o nosso castigo? Não, de maneira alguma! Não podemos nos esquecer que Deus nunca é posto numa posição de obrigação para com o homem. Sabemos que Deus trabalha para o bem dos que o buscam, mas a bíblia também diz que Deus faz o que bem entende (Eclesiastes 8-3).
Deus não muda, e todas as passagens que demonstram uma mudança da parte de Deus são uma descrição vista da perspectiva do homem. Mas Deus é Onisciente e Soberano, e é consistente dizer que Deus atua em harmonia com a sua palavra segundo as ações e reações humanas.

O lavar dos pés

•8 de maio de 2009 • Deixe um comentário

Worship Arts Graphic

Esta mensagem eu preguei em Leme/SP e na cidade de Diadema/SP também no ano de 2008-

(João 13: 1)

 

Introdução

 

Quinta-feira em Jerusalém, era hora da janta e Cristo estava há 3 dias em Jerusalém se Preparando para o Grande Final. ELE já sabia e PLANAJEVA o que fazer.

 

 

Toda a vida planejada tem bons resultados

       Estudo = Futuro / Carreira, Profissão (ser alguém)

      Reserva = Sabedoria, Poupa, no dia da seca tem o que comer

      Busca = Santidade, Intimidade, Aproximação com o Pai

      Dedicação = Conquista, Reconhecimento, Alcança o Alva

 

Jesus sabia que antes de partir, ELE teria que deixar tudo resolvido, e não deixar a casa bagunçada.

 

      Nós as vezes quando vamos viajar, temos que planejar aonde ir, ter o segundo plano caso o primeiro falhe (quebre o carro, acabe o dinheiro). Os americanos para saírem de viagens de férias fazem planos de um ano antes, com valores, rotas aéreas e rodoviárias, e poupam para ter durante o trajeto.

      Traças as metas, sabendo aonde ir (não ficar sem rumo, sem direção e depois passou o tempo e nada conheceu)

      As coisas que ficarão para trás, devemos deixar tudo em ordem, para que quando voltemos a casa esteja Limpa e Organizada. Sujeira, Confusão e  Desordem não provém de Deus, Ele fez o mundo e tudo o que nele há em 7 dias, e em cada dia dedicou-Se com amor a cada criação.

      Nunca sair correndo, fugindo e nem ao menos pelos fundos! Entra pela porta da sala e sai por ela e não pelos quintais. Nunca sai em maldição, porque o amanha pertence a Deus.

 

 

1)      Jesus pára para fazer, porque Ama os seus (v1 a v4)

Cristo em meio ao caos, a loucura na mente de saber que a morte estava a chegar por apenas 3 dias, Ele demonstra outra vez mais seu amor, e pára tudo o que estava fazendo, tira as vestes toma a toalha e limpa, e tudo para resolver e porque ELE nos ama.

 

      Às vezes as pessoas que mais amamos nos magoam, nos deixa em situações de carência e feridas expostas geram câncer e mal cheiro, e temos que voltar atrás, parar o que estamos fazendo e PERDOAR, limpar as feridas, e enxugar com a TOALHA de CRISTO.

      E quando verdadeiramente amamos, e ainda que saibamos que tal alguém nos magoará, ficamos ao lado até o final, CRISTO JAMAIS ABANDONA OS SEUS. NUNCA!

 

 

2)      O diabo Poe na cabeça, para atormentar e destruir a paz, comunhão e amor (v2)

Às vezes sem perceber estamos caindo na armadilha do cão, e quando nos deparamos, já destruímos Sonhos, Vidas, Caminhos que percorremos.

 

      O interessante de tudo isso é que Judas Escariotes ao se vender, ele não estava necessariamente querendo a morte de Cristo, pelo contrário, ele sabia quem era Cristo, ele andava com Cristo e via os milagres, por isso, ele confiava e  acreditava e sabia que Cristo sairia desta, porque, nestes últimos dias Cristo estava se preparando.

      Mas o diabo, fez-o acreditar e crer que ele entregando a Cristo, Ele (Jesus não seria morto), pois, com os poderes de Cristo nada lhe encostaria, mas ai é que mora o perigo!

      O diabo nos faz crer que até mesmo dentro de nosso povo existem os bons pastores, boas ovelhas, e onde fica a passagem que Cristo.

      Judas mesmo queria era uns trocos, e não a morte! Por tal razão ele se arrepende profundamente, SE FRUSTA e suicida-se, pois, ele cria que Cristo escaparia, mas já estava escrito que Ele teria que ser traído,  daí a expressão: Alguém terá que ser o Judas! Ou seja, até na boa intenção e não vemos o que o mal coloca em nossos corações.

      Temos que tomar cuidado muitas das vezes que achamos que planos, desejos e anseios provém de Deus, muito mesmo ainda quando usam o nome de Deus, e se lá na frente frusta, o primeiro a ser culpado e não ter culpa é Cristo,e o abandonamos e caiamos na ladainha do tinhoso.

3)      Deus te deu o poder (Perdoar, Liberar, Amar, Ajudar) e não destruir  (v3)

Quando tais pessoas que amamos fazem isso, a primeira reação NATURAL DO SER HUMANO é olho por olho e não liberar perdão, e é ai que mora o  perigo!

 

      Interrompemos nossa vida e a de outros quando não somos justos, o Pai é claro, quer perdão Perdoe, quer benção  Abençoe.

      Não somos juízes, somos somentes em algumas situações prejudicados, porém, prejudicamos a muito também.

      Ai o velho e bom ditado: Quem bate esquece, quem apanha jamais!

      Como eu quero ser se eu não libero para ser.

 

 

4)      Cristo tirou a sua capa (v4)

Até os dias de hoje Burca para as mulheres e Capa (Candurah)  para os homens do Oriente Médio é um sinal de tradicionalismo quem usa estas vestimentas, e ainda, quando tal árabe ou hebreu ama, ele de fato tira o que tem e entrega quando ama.

Cristo demonstra aqui a sua compaixão e amor ao necessitado tirando a sua capa, ele demonstra Humildade.

 

      Temos e teremos que muitas vezes “ engolir sapo”,”descer a seco” e não se engasgar, teremos que devemos suportar até o final com amor.

      Teremos que tirar nossa capa, porque, nosso querido irmão ainda não tenha estado em total amadurecimento, tal como um dia você foi, e MUITOS DE ATURARAM.

      Você terá que tirar a sua capa e ir até ele.  Lembre-se não ofereça nenhuma oferta sem antes estar de acordo com seu irmão, não deixe o sol se por sobre a sua ira.

 

 

5)      Cristo lavou os pés, sinal do Mestre = humildade (vim para Servir) (v5)

Não é fácil pegar a bacia, esquentar a água.

A bacia quando carregamos com água, a água sempre quer sair fora, ela pesa, mas se segurarmos a bacia com as mãos de Deus o peso não será tão pesado assim.

      Hoje em dia tem muita gente precisar se lavar, deixar ser lavado e ainda lavar os outros.

      Uma estratégia do cão é deixar um contra o outro, contaminar o corpo.

      Ter um corpo doente, fraco, sem força para caminha e até pegar a bacia.

 

 

6)      Não ínsita, não seja arrogante: Meus pés não precisam lavar (v6)

Cristo quando chegou na vez do Pedro ele disse Não.

Muitas das vezes tentamos ser fortes, e “quebramos a cara”, devemos liberar que Cristo lave os nossos pés, que lavemos os pés de nossos queridos que nos magoaram.

 

      Ninguém é tão limpo que não precise ser lavado

      Ninguém é tão puro que não precise ser purificador

      Existem pés com calos, feridas, joanetes e até chulé, e você tem vergonha de mostrar seus pés e ficar descalço, mas hoje Cristo quer lavar seus pés, para que você lave os pés de quem precisa.

      Hoje é a Podologia Santa, toda a unha encravada, toda joanete vai sair.

 

Final

       Deixa Jesus hoje lavar seu coração e seu pé, seu corpo, sua alma, suas dores, seus pecados.

      Tirar feridas dói, machuca, incomoda, mas deixa ele desencravar aquilo que anos vem te sendo por dor.

      No V10 Ele diz que todos estão limpos, mas tiveram que passar pela limpeza.

      Cristo sabe quem te magoou, e talvez hoje até esteja aqui, deixe ser lavado e vá até essa pessoa lavar o pé.

      Ou a pessoa que você magoou esteja aqui, faça o inverso!

      Ninguém é maior que ninguém.

       Lave os pés dele ou dela, porque, as vezes esta pessoa ou até mesmo você sem saber acabou crendo na mentira do diabo. Limpe hoje para que a sujeira saia.

      Está todo mundo com o pé cheiroso ai?

O INDESEJÁVEL TORNA-SE DESEJÁVEL

•8 de maio de 2009 • Deixe um comentário

memoria

Gostaria de partilhar algumas das mensagens que tenho pregado.

Acredito que desta forma também, poderemos ser edificados a cada dia mais e mais.

Sinta-se a vontade em utilizar.

Que Deus fale com você também e lhe de ricas bençãos.

Um grande abraço.

 

Pr. Rodrigo Spilla

 

 

Juizes 11

Introdução

  • Jefté (hebraico./aramaico. יפתח Yiftach / Yipthaχ) signfica DEUS ABRE.
  • Ele serviu como um dos Juízes de Israel por um período de seis anos (Juízes 12:7) entre a conquista de Canaã e o primeiro rei.
  • O livro de Juízes tem como seu autor uma pessoa desconhecida. O livro de Juízes por sua vez é o sétimo livro do Antigo Testamento e possui 21 (Vinte e Um) capítulos e 619 (Seiscentos e dezenove) versículos;
  • Foram 14 juízes que presidiram os israelitas durante um período de aproximadamente 350 anos, entre o falecimento de Josué e a subida de Saul ao trono, como primeiro rei de Israel.
  • Os juízes foram lideres militares e religiosos, usualmente em defesa de tribos, e nunca da nação inteira; pois, até então não havia um poder centralizador entre as doze tribos de Israel e cada um fazia o que parecia bem aos seus olhos (jz 21:25).
  • Jefté (Hb. Deus Abre) foi o nono (9) juiz de Israel. Pertencia a tribo de Manassés. Era filho de Gileade e de uma concubina, ou seja, prostituta.
  • Filho de Gileade com uma prostituta, ou seja, o indesejável por todos. O bastardo da família.
  • Depois de ser expulso de casa por seus meio-irmãos, ele foi viver em Tobe, a leste de Gileade. Lá, algumas pessoas que se opunham aos amonitas colocaram-se sob o seu comando (Juízes 11:3).
  • Quando Israel preparava-se para a guerra contra Amom, eles procuraram um homem indicado por Deus e foram até Jefté.
  • É emocionante a história de Jefté, foi um grande homem de Deus, que fez história e hoje lembrado por nós como um HEROI DA FÉ. Hebreus 11:32 E que mais direi? Certamente, me faltará o tempo necessário para referir o que há a respeito de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas.

 

Lições com a vida de Jefté

  • Gileade a casa da bênção. Não importa o que ele foi, o que importa é quem Levantou Ele, quem gerou ele.
  • O Senhor nunca da a Sua gloria para ninguém. Ele somente compartilha com alguém que queira ser usado por Ele.

 

1)      Rejeitaram-no (Pretérito Perf. Fazer Regressar; Expulsar; repugnar).

Rejeitado pelos meios-irmãos (Jz. 11:2)

Rejeitado pelo Exercito Israelita (Jz. 11:5) “Os Anciões”

Para entrar no Exercito Faltava-lhe: Idade, Habilidade e Estrutura Física

 

2) Fuga para Tobe (Hb. “Frutífera; Boa”).

TOBE: Distrito (povoado) de uma das cidades da Síria; ficava cerca de vinte e quatro (24) KM ao leste de Ramote-Gileade.

É instruído em um bando, e se torna um ótimo guerreiro (Jz. 11:3b).

Todos nos temos uma TOBE: Abraão – Sacrificar Isaque; José – Seus Irmãos; Moises – Deserto; Elias – Deserto de Berseba.

3) Juiz e Príncipe em Israel

Jefté, segundo a lei mosaica não podia ser comandante porque ele era filho Bastardo, Dt. 23:2 = “Nenhum Bastardo entrará na congregação do Senhor; Nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do Senhor”.

Depois de passar por Tobe, Jefté foi Cheio do Espírito Santo (Jz. 11:29)

Jefté vence totalmente os Amonitas (Jz. 11:32)

O Lugar de Deus para a sua vida

•5 de maio de 2009 • Deixe um comentário

3396724358_c56c586a49

Recebi este email de meu grande e verdadeiro amigo, o Missionario Bruno Gouvea, que hoje esta na cidade de Lins/SP, mas tem o campo de trabalho no Norte do Brasil.

E gostaria de compartilhar com voces esta mensagem.

O Bruno é um bom amigo, e sempre que tenho precisado ouvir conselhos e diretrizes, recorrro a ele, pois, ele verdadeiramente vive e serve a Deus.

Obrigado Bruno… vc é um bom amigo!

Não existe terreno estéril quando é Deus quem planta!

Muitas coisas me chamam a atenção na vida de José “O sonhador Mor” entre elas quero destacar algumas:

* A sua ousadia de sonhar os sonhos de Deus.

* Nunca desistir desses sonhos… Não basta sonhar, e preciso nunca desistir!

* Ele nunca foi influenciado, pelo contrario, sempre influenciou!

Mais o que tenho aprendido com esse “Tal Sonhador” e que tem fortalecido a minha fé nesses dias de estagio é que NÃO EXISTE TERRENO ESTÉRIL QUANDO É DEUS QUEM NOS PLANTA!

Não existe um local ruim demais para se estar, não existe circunstância contraria que não possa ser vencida, não existem barreiras que sejam intransponíveis!

SE ESTE É O LOCAL DE DEUS PARA MINHA VIDA, EU SEREI ABENÇOADO!

De somente uma olhadinha nos estágios que sucedem a vida do sonhador…

Plantado na casa de Potifar.
(39:2 E o Senhor estava com José, e foi varão prospero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo, pois o seu senhor que o Senhor estava com ele, e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em sua mão).

Plantado no cárcere.

(39:21 O Senhor, porém estava com José e estendeu sobre ele a sua benignidade, e deu-lhe graça aos olhos do carcereiro).

Plantado no Palácio.

(41:38-39 E disse Faraó a seus servos: Acharíamos um varão como este, em quem haja o Espírito de Deus?).

Não importava a situação, não importava a circunstancias Deus sempre estava com José, Deus sempre o fazia prosperar…

Onde você esta? Onde foi que Deus de colocou? ELE PODE FAZER A DIFERENÇA NA SUA VIDA!

Não é o lugar e nem as circunstancias que torna alguém feliz e satisfeito; é a pessoa que faz o lugar. Ai mesmo onde você está… Deus te dará milhares de oportunidades para se tornar à pessoa abençoada que deseja ser! (Howard Hendricks, “FLORESÇA ONDE VOCÊ ESTÁ PLANTADO”).

O salmo de numero 137 registra o lamento da nação de Israel em ir para o cativeiro babilônico, diz assim os primeiros versos:

Junto dos rios de babilônia, ali nos assentamos e choramos, quando nos lembramos de Sião. Sobre os salgueiros que há no meio dela, penduramos as nossas harpas. Pois lá aqueles que nos levaram cativos nos pediam uma canção; e os que nos destruíram, que os alegrássemos, dizendo: Cantai-nos uma das canções de Sião. COMO CANTAREMOS A CANÇÃO DO SENHOR EM TERRA ESTRANHA?

Como cantar uma canção em um lugar difícil de se viver? Como cantar uma canção alegre se essa não é a minha terra? Não minha cultura, meus costumes? DANIEL CONSEGUE!

Embora fosse apenas um adolescente quando seguiu para o cativeiro, lembra-se bem dos cânticos da sua juventude.

Em algum ponto de seus primeiros anos, ele acabou acreditando que Deus era soberano, que nada acontecia sem a permissão, que nada acontecia fora do seu plano!

Mas nem mesmo Daniel poderia ter imaginado os planos que Deus tinha para ele: Primeiro ministro da corte. Interprete de sonhos. Profeta. Professor. Governador. Uma voz vitalícia em nome de Deus no meio de um povão pagão!
NÃO EXISTE TERRENO ESTÉRIL QUANDO É DEUS QUEM NOS PLANTA!

Cante a sua canção agora mesmo e creia profundamente Deus não irá te desamparar, te fará florescer a onde você está plantado.

E para terminar, volto a falar do “sonhador” José…
Quando José se tornou governador do Egito, Faraó lhe deu por esposa Asenate e ela deu a Jose dois filhos: Manasses e Efraim, sabe o significado do nome Efraim?

(DEUS ME FEZ CRESCER NA TERRA DA MINHA AFLIÇAO Gn 41:52)

ALELUIA… DEUS TE FARÁ CRESCER ONDE VOCÊ ESTIVER EU PROFETIZO SOBRE A SUA VIDA!

Jesus Cristo em cada Livro da Bíblia

•5 de maio de 2009 • Deixe um comentário

Se tivermos a curiosidade de resumir uma única mensagem para os 66 livros da Bíblia Sagrada, e a preocupação de Deus Pai em imprimir uma só mensagem, logo encontraremos um único tema: “A redenção do Homem”. Sabemos que existe um único autor que é o Espírito Santo de Deus, e um personagem Principal que aparece de Gênesis ao Apocalipse – Jesus Cristo!

LIVROS DO AT e NT: JESUS CRISTO DE GÊNESIS À APOCALIPSE

Gênesis Descendente da mulher
Êxodo Nosso Cordeiro Pascal
Levítico Nosso Sacrifício pelo pecado
Números Aquele que foi levantado para a nossa cura e redenção
Deuteronômio Verdadeiro Profeta
Josué Capitão da Salvação
Juízes Juíz e Libertador
Rute Nosso Parente Resgatador
I e II Samuel, I e II Reis, I e II Crônicas Nosso Rei
Esdras e Neemias Nosso Restaurador
Ester Nosso Advogado
Jó Nosso Redentor que vive
Salmos Nosso Socorro e Alegria
Provérbios Sabedoria de Deus
Eclesiastes O Alvo Verdadeiro
Cantares de Salomão O Amado da nossa alma
Isaías O Messias que há de vir
Jeremias e Lamentações de Jeremias O Renovo da Justiça
Ezequiel O Filho do homem
Daniel A Pedra que esmiúça
Oséias Aquele que orienta o desviado
Joel O Restaurador
Amós Divino Lavrador
Obadias O nosso salvador
Jonas A nossa Ressurreição e Vida
Miquéias A Testemunha contra as nações rebeldes
Naum A Fortaleza no dia da angústia
Habacuque O Deus da nossa salvação
Sofonias O Senhor Zeloso
Ageu O Desejado de todas as nações
Zacarias O Renovo da Justiça
Malaquias O Sol da Justiça
Mateus O Messias Prometido
Marcos O Servo de Deus
Lucas O Filho do Homen
João O Filho de Deus
Atos O Senhor Redivivo
1 Coríntios O Senhor Nosso
2 Coríntios A nossa Suficiência
Gálatas O nosso Libertador do jugo da lei
Efésios O nosso Tudo em todos
Filipenses A nossa Alegria
Colosenses A nossa Vida
1 Tessalonicenses Aquele que há de vir
2 Tessalonicenses O Senhor que vai voltar
1 Timóteo O nosso Mestre
2 Timóteo O nosso Exemplo
Tito O nosso Modelo
Filemon O nosso Senhor e Mestre
Hebreus O nosso Intercessor junto ao trono de Deus
Tiago O nosso Modelo singular
1 Pedro A Preciosa Pedra Angular da nossa fé
2 Pedro A nossa Força
1 João A nossa Vida
2 João A nossa Verdade
3 João O nosso Caminho
Judas O nosso Protetor
Apocalipse O nosso Rei Triunfante

3° Convite do Ministério Jovens Fortes em Rio Claro – ADBR

•30 de abril de 2009 • Deixe um comentário

convite-jf-3-culto-25042009